Comércio de Juiz de Fora tem expectativa de crescimento nas vendas da Black Friday

Por Allan Santana

Os comerciantes em Juiz de Fora já iniciaram os preparativos para a Black Friday, que acontece na penúltima sexta-feira de novembro, dia 23. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a expectativa de crescimento nas vendas varia entre 5% e 10% em relação ao mesmo período de 2017.

A Black Friday vem ganhando cada vez mais espaço e já é a segunda melhor data para o varejo no país, perdendo apenas para o Natal. Smartphones, TV’s e eletrodomésticos devem ser, mais uma vez, os produtos mais procurados pelos brasileiros na data.

O técnico em eletrônica Guilherme Santos é um dos que está esperando pela Black Friday e já decidiu o que pretende comprar: um videogame. Para não ser enganado com falsos descontos, ele revela sua estratégia “Tenho acompanhado o preço nas lojas físicas e também baixei uma extensão no Google Chrome, para fazer um bom negócio.”

black-friday15As promoções da Black Friday chegam até a motivar brigas pelas produtos ofertados. (Foto: Nacho Doce/Reuters)

Para o presidente da CDL, Marcos Casarin, o consumidor está
mais consciente e atento aos preços para fazer um bom negócio. “A Black Friday vem se consolidando a cada ano. Tem muita gente que espera para comprar algo justamente nesta data e monitora os preços.”, afirmou.

Procon nas ruas

Os falsos descontos são alvo de muita reclamação por parte do consumidor e em Juiz de Fora, não é diferente. Pensando nisso, o Procon está percorrendo as principais lojas da cidade e acompanhando os preços dos produtos mais comuns da Black Friday. O superintendente do Procon, Eduardo Schroder, faz o alerta: “Caso a redução não exista e seja anunciada a falsa promoção, isso infringe normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC) e é passível de punição, como multa (que varia de 500,00 a 7 milhões de reais), suspensão da venda do produto e até interdição do local.”

Dicas para fazer boas compras

O Procon-JF listou algumas dicas para fazer melhores compras, confira:

– Em compras presenciais, aquelas feitas diretamente nas lojas, o teste do produto deverá ser solicitado ao vendedor. Neste tipo de compra, de balcão, não há prazo de arrependimento e a troca por motivos de cor, gosto ou tamanho só é obrigatória nos casos em que o vendedor tenha registrado (na etiqueta do produto, ou na nota fiscal) tal possibilidade.

– Cuidado com links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais, consulte sempre a página oficial da loja.

– Nas compras pela internet, o CDC prevê um prazo de 7 dias, a partir do recebimento do produto ou da contratação do serviço, para a desistência da aquisição.

– Tanto nas compras presenciais quanto nas compras virtuais o consumidor deverá exigir a nota fiscal, pois o documento é uma garantia e também será fundamental caso o produto adquirido venha a apresentar defeito e o consumidor possa registrar uma reclamação no Procon.

– Confira o prazo de entrega antes de fechar a compra para evitar decepções, especialmente se o objetivo é comprar presentes para o Natal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s